Último dia do Viver Mulher tem palestra emocionante e deliberações em prol da equidade de gênero

Nesta sexta-feira (22), terceiro e último dia do Seminário Nacional Viver Mulher em Salvador (BA), evento realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (CONTRATUH), os presentes ouviram palestra sobre empoderamento da mulher e deliberaram acerca do temas discutidos nos grupos de trabalho. As reivindicações do Grupo Turismo e Hospitalidade, que visam defender e conscientizar a mulher, resultarão em um documento que será encaminho às autoridades dos três poderes.

O Secretário Geral da CONTRATUH, Geraldo Gonçalves, emocionou os presentes com uma palestra sobre a luta pelos direitos das mulheres e o combate ao racismo na sociedade e no ambiente de trabalho. “A gente quer o fortalecimento do vínculo familiar, mas não o modelo ultrapassado, não quer mais tratar só da família no laço consanguíneo, mas de pessoas que vivem no mesmo teto, ter empatia e fraternidade com o próximo. E esse lado da proteção social está inserido no movimento sindical”, disse.

“Precisamos até rever alguns aspectos do movimento sindical, quando a gente tem maior parte de homens na direção de sindicatos. E quando temos mulheres no processo diretivo, elas também não têm poder de decisão e devem ser inseridas na construção de pautas e elaborações até mesmo de acordos coletivos de trabalho”, reforçou o diretor Geraldo. Num segundo momento, os presentes trataram das deliberações dos grupos de trabalho, que definiram ações importantes para a sociedade e o mundo sindical.

Sucesso do Viver Mulher

Para a diretora da Mulher da CONTRATUH, Mariazinha Hellmeister, a décima terceira edição do Viver Mulher, com apoio de órgãos governamentais e grande número de participantes, reflete no trabalho da confederação pela equidade de gênero e na luta contra a violência e o feminicídio. “A tendência é que cresçamos e que tenhamos cada vez mais influência na sociedade. É mais que um trabalho, mas uma obrigação da CONTRATUH, enquanto representante de quatro milhões de trabalhadores e trabalhadoras, trabalhar para empoderar as mulheres”, disse.

O presidente da entidade, Wilson Pereira,  ao encerrar o evento, reforçou a fala da companheira e o compromisso da CONTRATUH com a classe trabalhadora. “Estamos muito felizes com os encaminhamentos, as questões levantadas, as discussões feitas e todo o movimento destes três dias extremamente produtivos para a sociedade. Vejo aqui rostos de esperança e coragem. Que tudo que aprendemos aqui não fique nesse auditório, mas que sejam sementes que farão com que a gente colha os frutos desse trabalho em favor das mulheres em um futuro muito próximo, por todo o país”, finalizou.

Ao final foram entregue brindes ofertados pela CONTRATUH, NCST/BA, Sindebeleza e FETRAMA às participantes.