Projeto prevê canal de atendimento psicológico durante pandemia

Compartilhe:
O Projeto de Lei 2375/20 prevê o atendimento psicológico remoto durante a pandemia de Covid-19. O texto acrescenta à Lei 13.979/20, que trata do enfrentamento da doença no Brasil, a previsão de um canal para atendimento remoto, por chamada de voz ou de vídeo e voz, disponibilizado pelo poder público para atenção em saúde mental.

A proposta tramita na Câmara dos Deputados e foi apresentada pela deputada Shéridan (PSDB-RR), tendo em vista os impactos psicológicos das medidas de isolamento adotadas no País no combate à doença. A parlamentar argumenta que, em razão das restrições à movimentação de pessoas nas cidades brasileiras, os conflitos nos lares têm aflorado com mais frequência e intensidade.

Perda do emprego
“O distanciamento e a rotina de trabalho, que antes serviam como forma de encobrir conflitos latentes, deixaram de existir, fazendo com que as pessoas tenham que lidar com essas situações, que muitas vezes as colocam contra familiares próximos ou mesmo contra si mesmas. Tal situação é agravada por diversos condicionantes sociais que não podem ser ignorados e negados, como a perda de renda ou emprego, a morte de uma pessoa importante pela Covid-19 ou casos de violência doméstica”, enumera Shéridan.

A situação, diz ainda, é fator de risco para alcoolismo, uso de drogas, depressão e suicídio, entre outros comportamentos. Por isso, Shéridan entende que disponibilizar o canal para atendimento psicológico remoto permitirá atender um número maior de pessoas, uma vez que o profissional poderia atuar de casa, menos exposto ao contágio pelo coronavírus causador da Covid-19.

Fonte: Agência Câmara de Notícias