Moacyr participa de Seminário pela Reconstrução Sindical

Compartilhe:

O presidente interino da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), Moacyr Roberto Tesch Auersvald, participou do Seminário Debates e Propostas pela Reconstrução Sindical, realizado pela Excola Social com apoio da NCST, das demais centrais, federações e sindicatos.

O Subprocurador-Geral do Trabalho, Francisco Gérson Marques de Lima, falou sobre os paradigmas internacionais da Negociação Coletiva na experiência Brasil.

“O Sistema Sindical brasileiro é o melhor que há. Não adianta achar que o modelo praticado em determinado país será melhor para o Brasil. O que precisamos é trabalhar de forma condizente e respeitosa. O nosso movimento não é bagunçado! E o sistema de Negociação Coletiva é o melhor que existe no mundo por abranger todas as pessoas. No final do mês, seja filiado ou não, todos recebem os benefícios garantidos na convenção. É claro que temos muitos problemas, muitas coisas a serem feitas, mas é preciso ressaltar que o momento é de união, de retomada dos direitos que nos tomaram. Nossa resistência é a palavra de ordem”, enfatizou Moacyr Auersvald.

O evento serviu para debater o sindicalismo e propor diretrizes para uma reconstrução. Desde encontro sai uma proposta que será encaminhada à equipe do novo Governo, em 2023, sobre os dois pontos do seminário.

“Uma contrarreforma trabalhista é urgente. Não tem como escapar disso. Mas é preciso construir parâmetros O sindicalismo é direito fundamental. E no seminário vamos extrair ideias”, disse o Subprocurador Francisco Gérson, que também é professor/coordenador científico do seminário, pós-Doutor, coordenador do projeto GRUPE-Grupo de Estudos em Direito do Trabalho, da Universidade Federal do Ceará (UFC).